A COMISSÃO ELEITORAL DA ANPUH DIVULGA A CHAPA INSCRITA PARA AS ELEIÇÕES - BIÊNIO 2015-2017

A Comissão Eleitoral tem a satisfação de informar que foi inscrita uma chapa para as eleições da Diretoria da ANPUH (biênio 2015-2017).

Segue, abaixo, a lista dos membros da chapa e o texto da carta programa.

As eleições começam no dia 17 de março e terminam no dia 30 de abril de 2015, e estão abertas a todos os sócios quites com as suas obrigações.

O acesso à votação deve ser feito na área do associado no site da ANPUH ou no site de sua respectiva Seção Estadual.

Ressaltamos a importância de que todos participem do processo eleitoral, que é um momento fundamental de continuidade e renovação da nossa entidade.

 

A Comissão Eleitoral
 
Tiago Bernardon de Oliveira (ANPUH-PB)
Samira Moretto (ANPUH-SC)
Veronica Aguiar (ANPUH-RO)
COMPOSIÇÃO DA CHAPA – BIÊNIO 2015-2017


Presidente: Maria Helena Rolim Capelato (USP)

Vice-Presidente: Lucilia de Almeida Neves Delgado (UNB)

Secretaria Geral: Tânia Regina de Luca (UNESP-ASSIS)

1ª Secretaria: Tânia Bessone (UERJ)

2ª. Secretaria: Paulo Eduardo de Mello (UEPG)

1º. Tesoureiro: Antonio Carlos Amador Gil (UFES)

2º. Tesoureiro: Francisco Bento da Silva (UFAC)


REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA


Editor: Antonio Luigi Negro (UFBA)


Conselho Editorial:

1. Aldrin Moura de Figueiredo (UFPA)

2. Alexandre Fortes (UFRRJ)

3. Arthur Alfaix Assis (UNB)

4. Eliana Regina de Freitas Dutra (UFMG)

5. Flávio Coelho Edler (FIOCRUZ)

6. Gabriela Pellegrino Soares (USP)

7. Helen Osório (UFRGS)

8. Janine Gomes da Silva (UFSC)

9. Jorge Ferreira (UFF)

10. Joseli Maria Nunes Mendonça (UFPR)

11. Laura de Oliveira (UFBA)

12. Leila Mezan Algranti (UNICAMP)

13. Márcia Barbosa Mansor D'Alessio (UNIFESP)

14. Mônica Piccolo Almeida (UEMA)

15. Noé Freire Sandes (UFG)


REVISTA HISTÓRIA HOJE


Editora: Cristiani Bereta da Silva (UDESC)
 
Conselho Editorial:

1. Antonia Terra de Calazans Fernandes (USP)

2. Berenice Abreu Castro Neves (UECE)

3. Bernardete Ramos Flores (UFSC)

4. Carlos Augusto Lima Ferreira (UEFS)

5. Helenice Ciampi – (PUC/SP)

6. José Otávio Aguiar (UFCG)

7. Leandro Pereira Gonçalves (PUC-RGS)

8. Luiz Reznik (UERJ)

9. Giovani José da Silva (UNIFAP)

10. Maria Lígia Prado (USP)

11. Marta Margarida de Andrade Lima (UFRPE)

12. Renilson Rosa Ribeiro (UFMT)

13. Selva Guimarães Fonseca (UFU)

14. Tarcisio Serpa Normando (Uninorte/SEMED)

15. Thais Nívia de Lima e Fonseca (UFMG)
 
CARTA PROGRAMA
 
Caros Colegas,

A ANPHU foi fundada em 1961 com o objetivo, que até hoje persiste, de estimular a produção de trabalhos acadêmicos na área de História e contribuir para o aprimoramento do ensino da disciplina nos diversos níveis. Hoje se destaca como a maior Associação no campo das Humanidades no Brasil e uma das maiores em âmbito internacional.

Ao longo de sua história, muitos contribuíram para que ela atingisse o patamar de excelência em que se encontra. Ao nos propormos a representá-la no próximo biênio, estamos cientes da responsabilidade que nos compete de preservar e dar continuidade a esse trabalho. Entusiasmados com esse papel, nos apresentamos aos colegas como candidatos à direção da Associação para o próximo biênio (2015-2017).

Nossa chapa é composta por historiadores de diversas gerações, com experiências distintas, mas dispostos a trabalhar no sentido de manter o padrão de qualidade que foi conquistado graças aos esforços de gestões anteriores. Também estaremos abertos a incorporar demandas relacionadas à pesquisa e ao ensino de História, que se renovam constantemente. Apresentamos, a seguir, nossas propostas para o próximo biênio, esclarecendo que, muitos delas dão continuidade ao trabalho que foi realizado na gestão anterior.

Simpósios nacionais e regionais

A realização do simpósio nacional e dos simpósios regionais representa uma atividade de suma importância. Em relação a eles, nos comprometemos a criar condições para intercâmbios frutíferos entre historiadores de diversas regiões do país.

Como as pesquisas apresentadas nesses encontros revelam novas tendências historiográficas, procuraremos estimular a criação de grupos de trabalho destinados a detectar e analisar as mudanças em curso.

Integração da diretoria nacional com as diretorias regionais.

Consideramos importante a integração das Seções Estaduais da ANPUH com a Associação Nacional. Neste sentido, procuraremos criar mecanismos que possibilitem o intercâmbio entre essas duas instâncias e espaços para discussão democrática em torno de problemas comuns.

Canais de comunicação da diretoria nacional com os associados.

Acreditamos que a comunicação da Diretoria com os associados depende, em grande parte, do bom desempenho do trabalho administrativo, como vem ocorrendo nas últimas gestões. Portanto, nos comprometemos a trabalhar em conjunto com a secretaria administrativa, principal canal entre a Diretoria e os associados.

Ainda no que se refere a este aspecto, pretendemos dar continuidade à publicação periódica do Boletim, veículo importante de comunicação da Diretoria Nacional com os associados, e também reforçar a presença da Associação nas "redes sociais".

Apoio à pesquisa histórica.

A ANPUH, desde os anos 1980, assumiu um papel importante em defesa da pesquisa, interferindo junto às agência de fomento com o intuito de garantir financiamento público para as pesquisas na área. No momento atual, caberá à Associação combater a tendência, cada vez mais acentuada, de se privilegiar certas áreas do conhecimento em detrimento das Humanidades. Incentivaremos todos os esforços destinados a demonstrar a importância e especificidade das pesquisas que realizamos.

Ainda nesse âmbito, nos comprometemos a apoiar as iniciativas do Fórum de Pós-Graduação, espaço criado com o objetivo de discutir os rumos da pesquisa na área de Pós-Graduação, e reivindicar junto aos órgãos de avaliação e financiamento que estabeleçam políticas adequadas às necessidades da pesquisa histórica.

Preservação dos acervos documentais, arquivos e bibliotecas.

Consideramos que a conservação das fontes e patrimônios históricos, matéria prima do trabalho do historiador, é uma das tarefas mais importantes da Associação. Portanto, não resta dúvida de que apoiaremos todas as iniciativas nesse sentido. Com relação a esse aspecto, estaremos atentos ao destino da documentação referente ao período da ditadura militar, porque que grande parte dessas fontes ainda não estão disponibilizadas para pesquisa.

Papel das Revistas: Revista Brasileira de História e História Hoje.

Nosso compromisso com a Revista Brasileira de História será no sentido de mantê-la no patamar de qualidade que a distingue como uma das principais revistas na área de História. Além disso, ela se constitui como referência no que diz respeito aos parâmetros internacionais de produção na área, além de instrumento importante para indicação dos rumos da historiografia brasileira. Por sua importância, não resta dúvida que dedicaremos a ela atenção especial.

Também nos propomos a apoiar as atividades do periódico História Hoje, que representa a Associação numa das áreas mais relevantes e ao mesmo tempo mais carentes em nossa sociedade. Acreditamos que, além das contribuições relacionadas ao ensino de História e material didático, a revista poderá contribuir com sugestões para a melhoria da educação no país, participando do debate público sobre o tema, sobretudo no que diz respeito às definições dos novos parâmetros curriculares que envolvem o ensino de História.

Grupos de Trabalho (GTs) vinculados à ANPUH.

Considerando a importância dos GTs na estrutura da entidade e sua participação nos Simpósios Nacionais, pretendemos estimular o debate sobre o papel que eles representam no conjunto das atividades com o propósito de compatibilizar a participação ampla sem prejuízo de qualidade.

A ANPUH no debate público.

Acreditamos que a Associação não pode deixar de se manifestar nos debates públicos sobre algumas questões relevantes da vida nacional. Valorizamos essa participação porque permite mostrar à sociedade quão importante é conhecimento histórico para a reflexão sobre questões do tempo presente.

Regulamentação da profissão de historiador.

Dada a importância dessa regulamentação para a atividade dos historiadores, assumimos o compromisso de continuar empreendendo esforços para a regulamentação da profissão do historiador, caso o processo não se conclua antes da posse da nova Diretoria.

A apresentação da Carta Programa teve como objetivo expor nossas preocupações e propostas para o novo biênio. Esperamos que elas justifiquem nosso pedido de apoio dos associados através do voto.

Com nossos cordiais cumprimentos,
 
Maria Helena Rolim Capelato

Presidente da Chapa
 

5 comentários

  • IVAN ESPERANÇA ROCHA 02 Maio 2015

    Desejo a toda a nova equipe sucesso nas diferentes e importantes frentes da proposta de gestão.

  • Maria Teresa Santos Cunha 23 Março 2015

    Quero parabenizar a composição da chapa que soube juntar colegas de várias instituições, de diferentes Estados da Federação e, principalmente, de diversas gerações.
    Desejo,especialmente, muito sucesso ao significativo e talentoso grupo de colegas de Santa Catarina ( Bernardete, Janine e Cristiani) que muito bem nos representa.
    Maria Teresa Santos Cunha/ PPGH - UDESC - SC

  • Joana Neves 20 Março 2015

    A ANPUH está de parabéns pela apresentação dessa nova chapa para a Diretória do próximo biênio.
    Aos presados colegas todo apoio e estímulo e agradecimentos por mais essa disponibilidade para as tarefas requeridas pelo engrandecimento da nossa Entidade..
    Atenciosamente.
    Joana Neves

  • Maria Jose Bezerra 18 Março 2015

    EXCELENTE CHAPA; PROGRAMA SUCINTO, MAIS QUALITATIVO. AVANTE! MARIA JOSE

  • Marlene de Faveri 18 Março 2015

    Desejo sucesso na gestão que se aproxima, para esta chapa; e contem comigo!
    Marlene

Deixe um comentário